Arquivos de Tag: Morte

Cautelas frentes ao evento morte.

Cautelas frentes ao evento morte.

 
Triste é a partida de quem amamos. A morte, como fato da vida, nos coloca defronte com a maior das dores. Quem nunca perdeu alguém tão amado não pode imaginar quão aguda é esta dor. A morte amedronta até os mais espiritualizados e destemidos corações ante nossa impotência perante a este fato inevitável.
Quando enfrentamos um evento doloroso dessa envergadura, irremediavelmente estamos fragilizados e impotentes para decisões racionais. Há um verdadeiro choque de ideias nesse momento: crenças, valores, sonhos, esperanças, projetos, e uma gama de outras ideias se misturam em nossa mente como um grande vendaval, tornando-nos frágeis e presas fáceis para pessoas inescrupulosas que se aproveitam da dor alheia.
Não quero dizer aqui que os serviços envolvendo a morte sejam praticados por pessoas de má índole, isso não seria verdadeiro. Muitos são dignos e sérios.
Cuidados que todos nós devemos ter para proteger os mais próximos a nós em uma situação de ausência definitiva.
Infelizmente já pude presenciar todo tipo de evento envolvendo o término da existência. Neste aspecto sempre é bom sugerir algumas medidas práticas que o aliviará naqueles momentos inevitáveis.
1º – Mantenha organizado em um arquivo (pode ser físico ou virtual, desde que tenha segurança), todas as suas posses, sim todas as propriedades que possui. Relacione em cada uma o eventual gravame (dívida) existente. Se possível deixe uma cópia dos respectivos comprovantes de titularidade destes bens, bem como onde se localizam, e com quem estão confiados eventualmente, junto a esta lista;
2º – Mantenha uma lista completa de todos os seus contratos de seguros e bancários;
3º – Procure contratar um bom seguro de vida, para o caso de sua ausência, sua família não ficar desamparada;
4º – Contrate um bom plano de assistência funeral. De preferência com serviço completo, o que inclui, remoção, traslado, enterro, e toda a burocracia envolvida, pois é um encargo pesado;
5º Procure fazer um testamento (nunca avise os beneficiários desta ação) e deixe-o registrado de preferência;
6º É de extrema prudência ter um advogado de sua confiança que conduza a sua sucessão causa mortis, e que o oriente de modo prévio. A questão da sucessão gera pesadas despesas a toda a família. O custo jurídico é alto e por lei o advogado não pode abrir mão dos honorários no processo de inventário;
7º Os membros de sua família devem ser orientados sobre como proceder em caso de sua ausência definitiva.
Todos nós devemos ser previdentes.
Se não for por uma questão de cultura que seja por amor aos nossos entes queridos, amigos e demais pessoas que trilharam os caminhos da vida ao nosso lado!
Autoria: Alair Maquinez e Reinaldo Gomes
Revisão Textual: Elaine Cruz
Alair Maquinez & Advogados Associados
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: