Arquivos de Tag: microempresa

Quais as dificuldades enfrentadas por empresas familiares?

Neste vídeo em reportagem veiculada na Rede Globo, especialista do SEBRAE-MG alerta para os principais problemas enfrentados por empresas familiares, ou seja, aquelas em que os parentes atuam ou na gestão ou na operacionalização das rotinas da empresa.

Observe que os erros ali mencionados não são exclusivos de empresas familiares. O microempresário e o microempreendedor individual devem observar as boas práticas administrativas de gestão sob a pena do empreendimento não chegar a 2a geração.

Anúncios

Gestão de Empresas Familiares por Familiares

36bef0706103dd8d861058f2bf832cf7

Gestão de Empresas Familiares por Familiares

Com base na premissa de que a maioria das empresas, sejam elas micro ou pequenas, são administradas por familiares, resolvi escrever esse breve artigo, para dar um feedback principalmente aos que desejam superar as expectativas e crescer com seus empreendimentos.

Antes porém faço uma simples pergunta: “na hipótese de você emprestar seu automóvel a um familiar e notar que ele está depredando o veículo, sim tratando-o com todo o desleixo e total descuido, você ainda assim deixaria o veículo com este familiar?” Se a resposta for sim, por favor não precisa seguir com a leitura!

Empreendedor deve eleger a meritocracia e cobrança de resultados na gestão familiar

Pode parecer algo óbvio, mas a triste realidade é que não é. Vemos em todas os campos da vida pessoas sem qualquer qualificação, sem qualquer merecimento ocupando cargos de gestão, de destaque mesmo em organizações de todos os tipos (políticas, empresariais, religiosas, etc..) não com base em mérito; não com base em sua experiência; não com base em sua capacidade; não com base em seu talento, mas unicamente com base no sentimento de camaradagem, de gostar, de preferência. Isso mesmo com base em elementos que fogem de toda a técnica administrativa!

Justamente por esse motivo é que o mundo que nos cerca é essa porcaria infindável. Vejam por exemplo o caso dos governos. O presidente, governador, prefeito, etc., compõe seus gabinetes não com foco nos currículos e talentos, mas com premissa única no toma lá dá cá, ou ainda como forma de acomodar companheiros políticos, ou por puro fisiologismo político, engordando a máquina pública com inúmeros cargos, onde tem-se um único índio e trezentos pajés, batendo cabeça um no outro, trazendo a desgraça da má gestão sobre todos os administrados, com base na premissa de que precisam beneficiar esse ou aquele colega, parente ou apadrinhado. Os resultados são claros, notórios e indiscutíveis. Não há defesa para essa prática!

Nós nos sentimos muito mal com esse cenário e tendemos a atacar com veemência a aqueles que assim agem. Porém ao nos voltarmos para campos mais restritos, como por exemplo em nossas empresas, ou em nossas organizações (sejam elas quais forem), acabamos por utilizar os mesmos critérios desarrazoados na condução de nossos negócios e muitas das vezes reclamamos de nossa sorte por termos prejuízos com perdas de clientes, perdas de negócios, perda da qualidade produtiva, baixa estima dos funcionários e membros da equipe, sem ao menos nos dar conta de que a culpa é exclusivamente nossa!

Uma empresa deve ser dirigida, organizada e regida por aqueles que tenham qualificações para isso. Não basta apenas ter um diploma universitário; não basta apenas ter experiência naquele campo; não basta apenas ser bom interlocutor; não basta ter boa oratória e boa aparência. Tem de ter talento! Tem de possuir queda para aquela função, sob a pena de prejudicar uma organização inteira!

As empresas não são mais um bibelô de uns poucos. Pertencem a toda a coletividade, trazendo cada qual um peso social imenso. Gerenciar um negócio com base em achismo, e opiniões pessoais sem qualquer escora em estudos técnicos, legislação e outros fatores decisórios importantes, tais como a contabilidade demonstram por parte do gestor uma incapacidade para assumir a gerência de sua empresa.

Aqueles que se tornaram muito ricos em suas áreas de atuação, começaram muita das vezes pequenos, mas ao notar o potencial de crescimento de seus empreendimentos oportunamente designaram pessoas capacitadas para as funções de sua empresa, afastando a ideia de que amigos e parentes seriam a melhor solução. Contrataram por mérito e capacidade.

Vejam que não estou a dizer que o parente não é bem vindo, muito pelo contrário. Porém o que digo é que o parente só fará jus a cargo diretivo se tiver os requisitos para esse cargo, caso contrário não lhe será dado tal encargo.

Se você realmente quer que seu negócio prospere e que lhe renda lucros, sim muitos dividendos, então você repensará a forma como conduz sua empresa. Repensará de tal modo que avaliará se até mesmo você possui os requisitos necessários para a função administrativa.

Lembre-se que melhor que mandar é usufruir dos benefícios de uma empresa saudável. Não seja como aqueles que por pura teimosia viram seus negócios afundarem e no fim de sua carreira terem de viver com a miséria que é a aposentadoria do INSS.

Quem avisa amigo é!

Documentos que devem ficar afixados em quadro visível, nas microempresas optantes pelo simples nacional no âmbito do município do Rio de Janeiro.

Imagem

Documentos que devem ficar afixados em quadro visível, nas microempresas optantes pelo simples nacional no âmbito do município do Rio de Janeiro.

Esporadicamente alguns microempresários me questionam sobre quais cartazes, placas e documentos devem ser exibidos em Quadro de Avisos em seus respectivos estabelecimentos, e diante desse quadro resolvi fazer um artigo simplificado abordando o tema, de modo que relaciono a seguir os papeis e avisos que devem ficar expostos no âmbito do município do Rio de Janeiro, em relação as microempresas e empresas de pequeno porte alí situadas. Cabe esclarecer que a lista abaixo não é exaustiva e cada atividadee possui acréscimos de avisos obrigatórios.

  • Alvará de Localização e Funcionamento;
  • Cartão de CNPJ;
  • Quadro de Horário de Trabalho atualizado;
  • Quadro de Horário de Trabalho de menores, atualizado;
  • Escala de revezamento de serviços para folgas atualizadas;
  • Declaração de que a Empresa é optante pelo simples nacional;
  • Cartaz informando que a empresa é Obrigada a emissão de Nf´s;
  • Licenças específicas de acordo com a atividade;
  • Mapa de Riscos;
  • Convenção Coletiva Atualizada;
  • Cópia da última GPS paga (atualizar mensalmente);

Oportunamente lembro que todas as empresas que lidem com consumidores finais devem dispobilizar o Código de Defesa do Consumidor para pronta conasulta.

%d blogueiros gostam disto: