Arquivos Mensais: julho \25\UTC 2015

Muçulmano na Austrália arranja marido para filha de 12 anos

Muçulmano na Austrália arranja marido para filha de 12 anos.

Anúncios

COMO VOCÊ CONTROLA as FINANÇAS DE SUA EMPRESA? Manda notas e pedaços de papel para o Contador? Mesmo com todos os recursos de informática existentes?

Toda empresa deve ter um sistema mínimo ao menos de gestão financeira de suas empresas. Isso não é modinha e nem se trata de favor. A empresa que não tem esse tipo de administração corre risco sério e imediato de encerramento falimentar de suas atividades, ou então, de custos desnecessários, desvios e pagamentos mal feitos.

Pensando em dar um norte aos micro empresários listo link de alguns sistemas financeiros utilizados no mercado. O certo porém é que você empresário deve verificar qual o sistema em vigor melhor lhe atenda. Deve observar os custos e a operacionalização do sistema. Sistema muito bom que não se usa, não adianta. Sistema muito caro por si só não significa que seja bom. Sistema barato ou grátis nem sempre é ruim. Depende de cada caso.

Contudo não tem como ficar sem esse controle. E de mais a mais, com o elevado número de novas obrigações que foram impostas as empresas, é fundamental que as organizações enviem os arquivos financeiros ao Contador para agilizar a escrita. Isso não é favor para o contador, e nem é serviço do contador. É algo que todo empresário deve fazer. Empresa sem esse controle é inaceitável. O próprio FISCO pensando nisso implantou o SPED que pegou muitos de calça arriada. Não tem como procrastinar, principalmente agora nessa pesada e histórica crise.

Lembre-se que é na crise que se aperta os devedores. O Governo está desesperado por recursos. Vai apertar como nunca a fiscalização! O cruzamento de dados visando combater a sonegação! Logo aqueles que não fazem o dever de casa serão os primeiros a caírem nas teias do FISCO.

Previna-se! Utilize corretamente o seu sistema financeiro e encaminhe se possível quinzenalmente a seu contador esses arquivos. Mantenha um controle dos arquivos enviados.

De mais a mais como sua empresa atenderá aos elevados padrões do SPED?

Listo a seguir alguns sites de sistemas em uso. O ideal é aquele que faz a parte financeira da empresa, se inteirar de qual melhor lhe atenderá!

LINKS:

https://zeropaper.com.br/

https://contaazul.com/

http://www.siscontrole.com.br/

www.habil.com.br

http://www.prosoft.com.br/criando-diferenciais/prosoft-gfc-small/

http://marketup.com/

http://dbconn.com.br/

Friso finalmente que não recomendo e nem chancelo a nenhum sistema informado. Trata-se apenas de um guia facilitador. Porém uma pesquisa rápida no Google ou outro site de buscas irá lhe fornecer um sem número de sistemas.

O ideal mesmo é que o sistema seja completo, de acordo com o ramo de atividade. Por exemplo, academias, auto-escolas, armarinhos, bazares, escolas, cursos livres, etc., cada qual tem suas peculiaridades próprias, daí um produto que possa atender suas necessidades tais como emitir boletos, notas fiscais eletrônicas, controlar estoques, clientes, é uma ferramenta indispensável. Pense bem! Nem tudo é despesa e nem tudo é custo. Certos gastos são investimento, pois dão retorno, mesmo que a longo prazo!

FEDERAL – CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS RETIDAS NA FONTE – alteração de procedimentos

Índice

Com a edição da Lei Federal nº 13.137/2015, cuja publicação no DOU se deu em 22.06.2015, em Edição Extra, passou a vigorar no sistema jurídico tributário alterações procedimentais relativas à retenção das Contribuições Sociais administradas pela Receita Federal, consoante disposição dos artigos 31 e 35 da Lei nº 10.833/2003, no tocante ao período de apuração, ao valor e ao prazo para recolhimento dos valores retidos na fonte dos prestadores de serviços.

Os pagamentos efetuados por pessoas jurídicas a outras pessoas jurídicas de direito privado estão dispensados de sofrer retenção de valor igual ou inferior a R$ 10,00, exceto na hipótese de DARF eletrônico efetuado por meio do Siafi.

Os valores retidos no mês deverão ser recolhidos por meio de DARF de forma centralizada, pelo estabelecimento matriz da pessoa jurídica, até o último dia útil do segundo decêndio do mês subsequente àquele mês em que tiver ocorrido o pagamento à pessoa jurídica fornecedora dos bens ou prestadora do serviço.

Esta regra entrou em vigor na data de 22.06.2015, data da publicação da lei, ou seja, a partir dessa data deve ser levada em conta a apuração mensal, o valor de R$ 10,00 e o vencimento decendial.

Portanto os responsáveis nas empresas por pagamentos devem ficar atentos a essa nova forma de se reter as Contribuições sociais a saber o PIS, a COFINS, e a CSLL, que antes disso eram retidas tão somente para pagamentos iguais ou superiores a R$ 5.000,00 (cinco mil reais).

Se você tiver alguma dúvida em que momento ou sobre quais tipos de pessoas jurídicas deverá proceder a retenção, agende uma consulta comigo.

Cordialmente,

ALAIR MAQUINEZ

%d blogueiros gostam disto: