Arquivos Mensais: junho \04\UTC 2014

Como chegar a excelência no trabalho?

Como chegar a excelência no trabalho?

Para que possamos desenvolver nosso trabalho (seja qual for) com excelência, temos primeiro de entende-lo em sua plenitude, o que podemos de nominar de entendendo o seu trabalho. Ninguém consegue desenvolver uma rotina de trabalho sem compreender o alcance e todos os meandros que circundam sua função.

Após esse primeiro passo passa-se para a segunda fase que podemos denominar de arrumando a casa. Nesta fase o indivíduo deverá adotar três metas, a saber o de padronizar as ações repetitivas ou seja aquelas que são recorrentes. Após a padronização que é feita por meio de manuais, cheklists, agendas, ou ainda adoção de um CRM informatizado ou manual, passa-se para a segunda etapa desta fase a saber a de se eliminar anomalias. O que envolve esta etapa? Envolve observar todos os fatores que contribuem para dificultar o trabalho, atrasá-lo, ou até mesmo impedi-lo de ser corretamente desenvolvido.

É correto afirmar que a identificação de anomalias (situações problema) envolve observação aguçada e inteligência. Finalmente temos a terceira etapa da fase arrumando a casa a saber o monitoramento. É deveras crucial que se monitore a execução daquilo que foi estabelecido, pois de nada adianta padronizar se você percebe que alguma etapa do trabalho é deixada de lado. O monitoramento serve justamente para impedir novas anomalias.

Logo em seu trabalho, executado agora sob um prisma mais profissional que no início será desenvolvido sob um olhar mais atento. Além disso é fundamental que se gerencie continuamente as rotinas e atividades não só de forma individual, mas também coletivamente para que haja sucesso no trabalho.

A grande verdade é que a preguiça e a má vontade são talvez ouso dizer os maiores entraves para o bom desenvolvimento de carreiras individuais e até mesmo de organizações ou grupos.

As rotinas devem ser seguidas de forma religiosa ou militar. Mas é fundamental o gerenciamento permanente para que haja evolução, com a supressão de tarefas e rotinas obsoletas e desnecessárias e a adoção de práticas mais rígidas e modernas de trabalho. Só para ilustrar imagine um profissional que tenha de preencher listas e que nestas listas exista a recorrência de determinado dado. Ficar preenchendo a lista de forma manual é absurda e revela preguiça mental. O ideal é socorrer-se dos recursos de informática tais como listas automáticas que pode ser obtido no Word, Excel e muitos outros, ganhando-se com isso tempo. O mesmo se dá para aqueles que fazem muitos cálculos. Fazer cálculos a mão pode ser bom para a mente, mas é totalmente nocivo para organizações que precisam de precisão e tempo, logo utilizar-se dos recursos de planilhas eletrônicas que fazem milhares de cálculos por segundo, pode garantir ganho de tempo, eliminar o retrabalho e permitir ao profissional o crescimento que almeja.

Pense nisso!

Sucesso hoje e sempre!!!

Anúncios

Quais as dificuldades enfrentadas por empresas familiares?

Neste vídeo em reportagem veiculada na Rede Globo, especialista do SEBRAE-MG alerta para os principais problemas enfrentados por empresas familiares, ou seja, aquelas em que os parentes atuam ou na gestão ou na operacionalização das rotinas da empresa.

Observe que os erros ali mencionados não são exclusivos de empresas familiares. O microempresário e o microempreendedor individual devem observar as boas práticas administrativas de gestão sob a pena do empreendimento não chegar a 2a geração.

%d blogueiros gostam disto: